Topo

Gaúcho - 2019


Com um a mais, Sobis perde pênalti e Inter só empata com Veranópolis

Rafael Sóbis, durante partida entre Inter e Veranópolis pelo Campeonato Gaúcho - Ricardo Duarte
Rafael Sóbis, durante partida entre Inter e Veranópolis pelo Campeonato Gaúcho Imagem: Ricardo Duarte

Do UOL, em Porto Alegre

30/01/2019 21h11

O Internacional jogou com 11 contra 10 por aproximadamente 40 minutos. E ainda assim não conseguiu vencer o Veranópolis. Nesta quarta-feira (30), pela quarta rodada do Gauchão, o placar de 1 a 1 ampliou a pressão sobre o Colorado. Nico López fez pelo Inter e Rafael Macena para o VEC. 

E o desfecho poderia ser outro caso Rafael Sóbis tivesse acertado o pênalti cobrado já nos minutos finais. O Colorado vencia e o atacante bateu mal, o goleiro Reynaldo pegou, e no rebote ele acertou a trave. Em seguida veio o empate. 

Foi a terceira partida seguida sem vitória da equipe de Odair Hellmann na temporada e a pressão só aumenta. O time de Porto Alegre soma quatro pontos na classificação e o VEC tem três. 

Rafael Sobis perde pênalti

O Inter vencia por 1 a 0, gol de Nico López, e um pênalti foi marcado. O uruguaio queria bater, mas Rafael Sobis foi quem pegou a bola para a batida. E errou. No rebote, acertou a trave. E logo em seguida o Veranópolis empatou.

Pottker perde gol incrível no primeiro tempo

Pottker vem sendo repetidamente criticado pela torcida do Inter. Nesta quarta-feira foi deslocado do centro do ataque para o lado esquerdo e logo apareceu no jogo. Foi quem colocou na rede o gol anulado pelo árbitro Anderson Daronco, e alguns minutos depois teve uma chance clara de gol. Já com goleiro caído, de dentro da área, chutou por cima. No segundo tempo foi substituído após ser acertado por um adversário, que acabou expulso. 

Jogador do Veranópolis é expulso por cotovelada

Kaio, do Veranópolis, havia levado cartão amarelo no primeiro tempo. O único do jogo por uma falta dura na intermediária. E no segundo, ao dividir uma bola com Pottker, ergueu o braço e acertou o rosto do atacante com o cotovelo. Acabou expulso, deixando o Colorado com um a mais por mais de 30 minutos. 

Tréllez participa pouco em primeira chance

A principal novidade do Internacional foi Santiago Tréllez. O colombiano teve muita participação sem a bola, abrindo espaço para os avanços de companheiros do meio-campo ou mesmo tabelando com Nico López e Pottker. Mas foi pouco acionado e não teve qualquer oportunidade de conclusão na primeira etapa. 

Inter tem gol anulado, mas cria pouco

O Internacional teve um gol anulado logo no começo da partida. Uma jogada confusa com lançamento de Cuesta acabou em indefinição da zaga do Veranópolis e Edenílson escorou para Pottker marcar. Porém, o meio-campista estava impedido na origem do lance, que foi anulado. No restante dos minutos de jogo, pouco foi criado. Além da chance clara de Pottker, o Inter se limitou a uma chegada com Dourado e muitos passes e cruzamentos errados. 

Veranópolis acerta a trave e reclama pênalti

Percebendo a partida aquém do esperado do Inter, o Veranópolis cresceu bastante. Principalmente utilizando o lado direito de ataque, esquerdo defensivo do time de Porto Alegre. Usando as costas de Iago, as oportunidades se multiplicaram. Rafael Macena acertou a trave num chute forte de longe. Em seguida, Túlio Renan foi puxado dentro da área por Rodrigo Moledo, os jogadores do VEC protestaram bastante, mas o árbitro não marcou pênalti. 

Vale troféu

A partida entre Veranópolis e Inter valeu um troféu simbólico. A "Taça da Maçã" comemorou a safra da fruta na cidade gaúcha. Com empate, a taça foi entregue ao Inter, visitante no duelo. 

FICHA TÉCNICA
VERANÓPOLIS 1 X 1 INTERNACIONAL
Data
: 30/01/2019 (quarta-feira)
Local: estádio Antonio Davi Farina, em Veranópolis (RS)
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Lucio Beiersdorf Flor e Michael Stanislau
Cartões amarelos:  Kaio (VEC), Juba (VEC), Fabrício (VEC)
Cartões vermelhos: Kaio (VEC)
Gols: Nico López, do Inter, aos 29 minutos do segundo tempo; Rafael Macena, do Veranópolis, aos 35 minutos do segundo tempo;

VERANÓPOLIS
Reynaldo; Vinícius Bovi, Geninho, Pierre (Lito) e Jadson; Fabrício, Kaio, Talles Cunha (Everton Dias) e Túlio Renan (Juninho); Juba e Rafael Macena.
Técnico: Sananduva

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Bruno (Sarrafiore), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, D'Alessandro (Rafael Sobis), Nico López e William Pottker (Neilton); Tréllez. 
Técnico: Odair Hellmann

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor