Topo

Flamengo


Aos 37 anos, Adriano descarta aposentadoria e não vê jogos por "saudade"

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2019-05-03T15:37:58

03/05/2019 15h37

Adriano não entra em campo há três anos, mas a palavra "aposentadoria" não está presente em seu vocabulário. Aos 37 anos, o "Imperador" diz esperar uma oportunidade em um clube em que se identifique para jogar por mais "uns dois anos".

"Nunca penso em me aposentar. É que não tive uma proposta de um clube que eu possa me sentir bem e seguir, sei lá, dois anos. Então, prefiro não falar porque não sei se vou conseguir cumprir. Por isso, fico na minha e não dou muita entrevista. Sei que vão questionar muito isso", disse o jogador, em entrevista ao "Globo Esporte".

Com tanto tempo parado, Adriano tem ciência que caso um retorno se concretize, o "Imperador" que chegou a jogar uma Copa do Mundo não será o mesmo. "É claro que eu quero voltar, sabendo que não serei o que era antes. Até pelo meu tendão, que operei duas vezes, estou com a idade um pouco acima. Só falta uma oportunidade de um clube que eu me identifique e queira para poder fazer um teste. Não quero contrato nem nada. Mas me botar para treinar e ver se lá na frente dá certo".

Enquanto a proposta não chega, Adriano evita acompanhar partidas de futebol porque sente saudades dos tempos em que atuava. "Meus amigos até chamam para ver jogos do Flamengo, do Corinthians e não vou porque bate saudade. Fico até emocionado de ver e saber que participei de uma competição tão forte. Marca muito e faz muita falta".

Adriano entrou em campo pela última vez em 2016, quando atuou pelo Miami United, dos Estados Unidos. Durante a carreira, o "Imperador" fez muito sucesso com a camisa da Inter de Milão e do Flamengo. Ele foi titular em quase toda campanha brasileira na Copa do Mundo de 2006.