Topo

Futebol


Diretor corintiano mostra pessimismo por Arana: "Muito difícil que venha"

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

30/01/2019 22h13

O Corinthians ainda não descarta o possível retorno de Guilherme Arana, mas mostra pessimismo ao tratar desta possibilidade. Em entrevista após a derrota por 2 a 0 para o Red Bull, o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves afirmou que só dá negócio caso o Sevilla (ESP) repense sua contrapartida.

"Nós só teremos um negócio hoje se o Sevilla voltar atrás e considerar a proposta que foi feita. Diferente do que o Corinthians já propôs, não dá para ser feito. A gente permanece no aguardo, mas a possibilidade só vai existir se o Sevilla voltar atrás", afirma o dirigente corintiano.

Segundo o UOL Esporte apurou, o Alvinegro até aceitou pagar os 8 milhões de euros (R$ 34,3 milhões) pedidos pelos espanhóis, mas a forma de pagamento travou as conversas. O Corinthians pretendia comprar Guilherme Arana parcelando o valor em quatro anos e sem entrada em 2019, mas o Sevilla não aceitou.

"Tem forma de pagamento. O Corinthians ofertou o que é possível fazer, e o que eles pedem em contrapartida é muito diferente do que a gente propôs. É muito difícil que venha, e o Corinthians não tem como fazer nada a mais. É aguardar para ver se eles voltam atrás, porque pelo nosso lado não tem mais o que fazer", reconhece Duílio Monteiro Alves.

Sem Arana, o Corinthians deixa nas mãos de Fábio Carille a solução para o problema na lateral esquerda. Nesta quarta os dois gols do Red Bull saíram em jogadas que nasceram por ali. O técnico montou a equipe com Léo Santos improvisado, mas acredita poder recuperar Danilo Avelar, que deve ser titular no clássico contra o Palmeiras neste sábado (2). Carlos Augusto volta a ser opção a partir do meio de fevereiro, quando volta do Sul-Americano sub-20.

Mais distante do Corinthians, Arana foi titular do Sevilla e marcou belo gol em duelo contra o Barcelona nesta quarta-feira. Ainda assim, sua equipe acabou goleada por 6 a 1 na Copa do Rei da Espanha.

Menon critica atuação do Corinthians em derrota: "Dá sono"

UOL Esporte

Futebol