Topo

Futebol


Ao som de MC Kevinho, barbeiro amigo de Bolt conquista boleiros na Europa

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

31/01/2019 04h00

A Copa do Mundo de 2018 e a Eurocopa de 2016 fazem parte do currículo, mas ele não entrou em campo. Na Rússia e na França, respectivamente, teve influência direta na aparência de diversos jogadores diante de milhões de espectadores ao redor do mundo. O mesmo vale hoje para astros das principais ligas nacionais na Europa.

O jamaicano Sheldon Edwards, 26, é o barbeiro personalizado de estrelas do futebol europeu, como Gabriel Jesus, os franceses campeões N'Golo Kanté e Olivier Giroud, o inglês Raheem Sterling, entre outros. O atendimento acontece nas concentrações ou na casa dos clientes.

"A minha personalidade fala por mim. Mesmo quando encontrei Gabriel Jesus pela primeira vez, eu não falava português e nem ele inglês, mas conversamos por meio da música e mímicas. Conseguimos nos comunicar mesmo sem quase falar nada. Houve aproximação natural desde então e passei a ter uma relação com ele além do serviço de barbeiro, desenvolvemos uma amizade", diz.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
"Amo música brasileira, e a maioria das vezes que estou com um jogador brasileiro, principalmente o Gabi, colocamos para tocar MC Kevinho. Não podem faltar as músicas 'O Bebê' e 'Ta Tum Tum'. Curtimos o som, rimos e aproveitamos o momento. Como tenho um perfil parecido ao dos brasileiros, a música faz toda a diferença na minha relação com eles. Pela música e pelo futebol você se comunica com qualquer brasileiro", afirma Edwards, que antes do Mundial da Rússia atendeu atletas da seleção brasileira em Liverpool, onde aconteceu o amistoso com a Croácia. Willian, Douglas Costa, Taison e Fred passaram pelas mãos do profissional que se mudou para a Londres em 1998.

Com clientes espalhados pelo continente europeu, a rotina inclui viagens frequentes à Itália, Alemanha e Turquia. O dia pode começar às 4h, devido a um voo internacional, e terminar à 1h da madrugada. Os 200 mil seguidores no Instagram atestam o boom de popularidade por trabalhar com celebridades, que teve como ponta de partida os serviços prestados a Mousa Dembélé, ex-Tottenham, e Nadja Nainggolan, da Inter de Milão.

A dupla belga o apresentou para a seleção nacional, motivo pelo qual esteve na última Eurocopa. Com a rede de contatos mais sólida, esteve na Rússia para cuidar do visual de jogadores da Inglaterra, Suíça, Nigéria e Senegal. Mas nem sempre foi assim.

Ele contou com o apoio de Usain Bolt, compatriota, uma das maiores lendas do atletismo e tricampeão olímpico dos 100m e 200m, quando se viu relegado às ruas da capital britânica no início de 2016. Na época, ainda trabalhava como funcionário de um salão.

"O gerente ficou um pouco enciumado por causa do estilo da marca que eu estava conseguindo desenvolver, então ele me expulsou do espaço dele. Essa época foi muito difícil, porque eu não tinha muito dinheiro e não havia um lugar para eu atender os meus clientes. Por isso, passei a alugar cadeiras em salões, mas o grande movimento de pessoas, por causa da minha personalidade de lidar bem com o público, assustou os donos, que não me aceitaram mais".

Neste momento, a relação já estava bem estabelecida com Bolt, que havia conhecido por um amigo em comum. "Ele, Nainggolan e Dembélé não me deixaram desanimar. Falávamos diariamente por telefone, e eles foram fundamentais na motivação emocional. Diziam para eu levantar a cabeça e que as coisas mudariam um dia. Foi neste momento que intensifiquei as minhas viagens e a minha marca só cresceu e se estabeleceu desde então", explica.

Quase um mês depois, ele conseguiu comprar o primeiro estabelecimento de onde havia sido mandado embora. O salão HD Cutz London atualmente conta com seis barbeiros e um corte de cabelo tem 30 libras (cerca de R$ 145) como preço inicial. Nas paredes, uniformes de Chelsea, Manchester City e sapatilhas usadas por Bolt decoram como se fossem troféus.

"A principal lição que tiro da minha história é que não importa qual a minha situação, tenho de continuar batalhando pelos meus sonhos. Sei que incentivo e inspiro muitas pessoas com positividade nas minhas redes sociais. Acredito profundamente que isso pode ajudar muitos a não seguirem o caminho do crime seja em Londres ou em qualquer parte do mundo."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Futebol