Topo

Esporte


Sem fartura, Diniz adia rodízio e reforça identidade do Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/01/2019 04h00

Seja por convicção ou por necessidade, fato é que o Fluminense contraria a lógica vigente do rodízio de jogadores no futebol brasileiro, e o técnico Fernando Diniz vai dando forma a um time que surge como o mais possível no momento.

Tanto na vitória sobre a Portuguesa, quanto no triunfo sobre o Madureira, o treinador tricolor iniciou a partida com o mesmo Flu, que sofreu poucas alterações do início do Carioca para cá. O time que entrou em campo contra o Americano seria idêntico ao desta quarta não fosse a ausência de Ibañez (vendido para a Atalanta).

As ausências mais sentidas entre os considerados titulares são as dos lesionados Digão e Gilberto. Sem eles, o comandante deu mais minutos a Nathan Ribeiro e Ezequiel. Outro que está entregue aos médicos, Igor Julião também ganhou rodagem.

Assim como técnicos como o palmeirense Scolari e o rubro-negro Abel Braga, Diniz admite que a mudança de jogadores é importante para a sequência do trabalho e para o nivelamento do grupo. Enquanto faltam mais peças e tempo para fazer as trocas, ele trata de dar conjunto aos que hoje assumem a responsabilidade.

"Os três outros times do Rio têm uma vantagem sobre isso (rodar jogadores). Aqui, os jogadores estão jogando de uma maneira totalmente diferente", pontuou Diniz.

Ainda que tenha de conviver com uma ou outra carência, o Tricolor dá sinais de que pode ter uma boa temporada. Efetivo no ataque e sem correr grandes riscos na defesa, o Fluminense tem conseguido se impor aos rivais até aqui.

Com o triunfo no Maracanã, o Tricolor chegou aos 10 pontos e segue à caça do rival Vasco, adversário do próximo sábado, às 19h, no Estádio Mané Garrincha. O técnico manteve o tom misterioso, mas indicou que avalia a rotação justamente no clássico:

"Podemos repetir a escalação, podemos poupar jogadores. Vamos conversar internamente com todos os departamentos envolvidos e tomaremos a melhor decisão".

Uma vitória faria com que o Flu passasse em primeiro de seu grupo para a semifinal da Taça Guanabara. Empate dá o posto ao Cruz-maltino, que soma 12 pontos. O Volta Redonda tem sete, mas teria torcer para os vascaínos e tirar uma diferença improvável de gols para avançar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Esporte