Topo

Futebol


Fluminense e Botafogo empatam com gol de Ganso e assistência de Diego Souza

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-03-17T21:01:56

17/03/2019 21h01

Em clássico movimentado no Maracanã, Fluminense e Botafogo ficaram em um empate por 1 a 1. Ganso abriu o placar na etapa inicial para o Flu, mas Alex Santana aproveitou passe de Diego Souza para deixar tudo igual logo no início do segundo tempo.

Após o clássico, o Flu volta todas as suas atenções para a Copa Sul-Americana. Na quinta-feira, a equipe visita o Antofagasta, às 19h15. O Bota, por sua vez, encara a Portuguesa também na quinta, 21h30, no Nilton Santos.

Ganso se destaca; Diego é decisivo

Não apenas pelo gol marcado, o camisa 10 foi, ao lado de Everaldo, a grande figura do Flu na partida. Com muita movimentação e disposição, o jogador desarmou os rivais, deu bons passes e mostrou senso de oportunismo para abrir o placar. Em sua noite de estreia, Diego Souza sentiu o natural desentrosamento com os companheiros, mas achou Alex Santana no lance do gol de empate e teve papel determinante.

Flu superior

O Flu começou melhor a partida, com mais controle da bola e ocupação do campo adversário. O time teve em Everaldo uma arma importante para abrir a defesa adversária e manteve o tradicional estilo de toque de bola.

O Bota tentou pressionar a saída, mas foi aí que o Flu quase surpreendeu. Com rapidez, os tricolores conseguiram sair de pé em pé e pegaram a defesa rival desorganizada.

Em uma boa escapada de Everaldo pelo lado direito, ele driblou Marcelo e cruzou para Ganso, que fez um gol de puro oportunismo. Sem muita penetração, o Bota arriscou arremates de média distância e quase empatou com Marcinho, que viu o goleiro Rodolfo espalmar e a bola bater no travessão. Alex Santana também levou perigo, mas Rodolfo sustentou a merecida vitória parcial tricolor.

Bota reclama de pênalti

Aos 8 minutos, Alex Santana invadiu a área e caiu após choque com Caio Henrique. A torcida e os jogadores pediram pênalti, mas Rodrigo Nunes de Sá não deu ouvidos e mandou o jogo seguir em frente.

Ganso quase marca de falta

Cheio de confiança após o gol que abriu o marcador, Paulo Henrique Ganso teve boa chance em cobrança de falta. A bola passou rente à trave direita de Gatito, que ficou totalmente sem ação.

Bota fulminante

Bota e Flu voltaram com a mesma formação, mas o Alvinegro voltou em um ritmo alucinante para a etapa final. Com menos de um minuto, o time trocou passes, Diego Souza serviu Alex Santana, que apenas deslocou Rodolfo para empatar.

O empate acuou um pouco o Flu, que teve dificuldades para sair jogando. O Botafogo se ajustou em campo e esteve melhor na partida, que teve uma queda de ritmo até a parada técnica.

Após o técnico Fernando Diniz dar uma bronca e chamar a atenção do time, o Tricolor voltou mais aceso e igualou as ações contra o adversário. Aos 34, Luciano emendou de primeira e Gatito fez defesa dificílima. Com tamanha alternância de domínio, o empate fez jus ao Clássico Vovô.

Inimigos íntimos

O Clássico Vovô teve em campo muitos jogadores que já defenderam a camisa que hoje foi do rival. Pelo lado alvinegro, Cícero e Diego Souza já foram tricolores. Já no Flu, Gilberto, Airton e Bruno Silva um dia defenderam o Bota.

Confusão do lado de fora

A Polícia Militar deteve três integrantes de uma torcida organizada do Flu. O grupo tentou agredir alvinegros que compravam ingressos na bilheteria. O trio foi encaminhado para o Juizado Especial Criminal (JECRIM) e não houve registro de feridos.

Ação

O Flu segue firme em sua campanha contra a homofobia e a igualdade de gêneros. Neste domingo, o clube distribuiu adesivos com a hashtag #timedetodos, que foi motivada por declarações homofóbicas do vascaíno Felippe Bastos.

FLUMINENSE X BOTAFOGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá
Gols: Ganso, aos 24 minutos do primeiro tempo; Alex Santana, a 1 minuto do segundo tempo
Cartões amarelos: Marcinho, Alex Santana, Jean (BOT); Airton (FLU)
Cartões vermelhos:

Fluminense
Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Léo Santos, Caio Henrique; Airton, Bruno Silva (Allan), Ganso; Luciano, Everaldo e Yony González (Mateus Gonçalves)
Técnico: Fernando Diniz

Botafogo
Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Jonathan; Jean (Gustavo Bochecha), Alex Santana Cícero (João Paulo) e Luiz Fernando (Pimpão); Erik e Diego Souza
Técnico: Zé Ricardo

Mais Futebol