Topo

Futebol


Goleiro do Grêmio herda vaga no Gre-Nal e diz que não conseguiu avisar mãe

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2019-03-17T23:38:18

17/03/2019 23h38

Brenno foi a novidade dentro da surpresa do Grêmio para o Gre-Nal 418. O goleiro herdou a vaga de Julio César, que já havia recebido o lugar no time após veto médico a Paulo Victor. Aos 19 anos, o jogador formado no clube gaúcho diz que sequer teve tempo de avisar a família sobre a estreia no clássico válido pela penúltima rodada do estadual.

Renato Gaúcho justificou um time cheio de suplentes pelo caráter do clássico, sem ser decisivo. E também pelo risco de lesões.

O goleiro do Grêmio no Gre-Nal só foi definido minutos antes de a bola rolar. Julio César não se sentiu bem no aquecimento e deu lugar ao estreante do dia.

"Eu fiquei sabendo no aquecimento. O Julio foi aquecer e se ele não se sentisse bem, eu iria jogar. Não deu nem tempo de avisar minha mãe. Ela deve ter pirado em casa", disse Brenno.

Seguro, Brenno também tirou vantagem de um Internacional reserva e que teve jogador expulso aos 30 minutos do primeiro tempo. Ainda assim, o goleiro precisou agir no segundo tempo e defendeu cobrança de falta em dois tempos.

"Julio César estava com febre, com virose, foi aquecer e não aguentou. Ele vomitou, teve diarreia e não aguentou. O Paulo Victor também e nem foi aquecer. O garoto entrou numa fumaça e se saiu muito bem", elogiou Renato Gaúcho.

Para Brenno, o jogo não ficará apenas na memória. O jovem goleiro já sabe o que fazer para lembrar da estreia no Gre-Nal.

"Vou botar as luvas e a camisa do jogo em um quadro, já falei com o professor Rogerio (Godoy, preparador de goleiros). Quadro vai direto lá pra casa, vai ficar na sala", contou.

Mais Futebol