Topo

Futebol


Renato Gaúcho explica Grêmio reserva com risco de lesão: "Não era decisão"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

17/03/2019 22h10

Renato Gaúcho comemorou a vitória do Grêmio em cima do Internacional, mas precisou destinar boa parte da coletiva após o Gre-Nal 418 a explicações. O treinador justificou o uso de um time reserva com o risco de lesões e admitiu que definiu a formação ao ver o rival confirmado com suplentes. O técnico ainda citou um surto de virose no elenco gremista.

De acordo com Renato, 'quatro ou cinco' atletas ficaram debilitados e acabaram vetados da partida. O fato do clássico não ser decisivo também pesou na hora de montar o time.

"Nós iríamos enfrentar o Inter dependendo de como eles iriam jogar. Como eles vieram com time alternativo, resolvi botar time alternativo. Falei com eles (jogadores) na sexta. De repente eu coloco o time principal… eu poderia perder uns jogadores", disse Renato após o Gre-Nal.

De acordo com o treinador, na sexta-feira a possibilidade foi discutida com a diretoria. E os motivos foram apresentados, ponderados e compreendidos.

"Os jogadores querem jogar a toda hora, ainda mais sendo um jogo assim. A única pessoa com quem falei na sexta-feira foi o presidente. Eu passei a ele a ideia, perguntei o que ele achava. Depois falei com o resto da diretoria. Se eu botasse o time titular, muita coisa poderia acontecer. Poderia ganhar de quatro ou cinco. Poderia perder o jogo. Poderia perder jogadores. Porque eu iria arriscar? Não era decisão. Era Gre-Nal, mas se tivesse esse interesse, se fosse valendo classificação, título, vaga para final, não importava o jeito que o Inter ia jogar. Eu pensei muito com a diretoria que a gente poderia botar jogadores e poderia acontecer de o Grêmio fazer dois, três ou quatro e Inter começar a pensar que era provocação. E a gente poderia até perder. E aí já viu, né? A gente daria chance aos comentaristas, as pessoas da imprensa, acharem que o Grêmio está em crise", argumentou o treinador do Grêmio.

Renato revelou que Paulo Victor ficou fora do clássico por fortes sintomas de virose. O próprio treinador foi dúvida para ficar à beira do gramado, comandando o time.

"Tenho jogadores importantes, como o Geromel, que estão com a virose como eu. Não adianta colocar o Thaciano e fui informado que ele estava com febre. Tem muita gente com essa virose", afirmou Portaluppi.

Com a vitória, o Grêmio chegou a 26 pontos e garantiu o primeiro lugar na classificação do Gauchão. Com isso, assegura o direito de jogar a segunda partida das fases mata-mata em casa. Na quarta-feira, o time gremista visita o Pelotas na última rodada da atual etapa.

Futebol