Topo

Sincero, auxiliar de Levir cobra Adilson e Cazares em jogo do Atlético-MG

Luiz Matter, auxiliar técnico do Atlético-MG, faz análise sobre vitória diante do América-MG - Bruno Cantini/Divulgação
Luiz Matter, auxiliar técnico do Atlético-MG, faz análise sobre vitória diante do América-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

17/03/2019 18h59

Sem Levir Culpi em campo devido à expulsão no triunfo sobre o Patrocinense, Luiz Matter, seu auxiliar, foi quem compareceu à entrevista coletiva no Mineirão. Em uma conversa sincera com a imprensa, o comandante do Atlético-MG no triunfo por 3 a 2 sobre o América-MG fez a sua análise sobre o jogo e admitiu que alguns jogadores não renderam o esperado.

Adilson foi quem mais tirou o assistente de Levir Culpi do sério. A insistência do volante em chegar ao ataque foi o que o deixou incomodado no Mineirão.

"Hoje, eu queria matar o Adilson. Com 2-2, depois fizemos o 3-2 e o Adilson queria jogar de meia. Com a um a mais ainda. Por que? Pra quê? Tem coisas que nem tudo que se leva, isso não é só no Atlético-MG, lá menos, aqui mais, mas é um jogador que não toma a decisão. Às vezes para o lado ruim e, às vezes, para o lado bom", declarou o comandante.

O camisa 21 não foi o único a sofrer com as cobranças de Luiz Matter. Outro que escutou as queixas do auxiliar técnico de Levir Culpi foi Juan Cazares.

"Eu achei que, no primeiro tempo, o Cazares poderia ter participado mais. Ele ajudou pouco tanto para atacar quanto para defender", comentou.

Atlético-MG