Topo

Seleção Brasileira


Neres mira milagre contra Juve e pede calma na seleção: "cheguei agora"

David Neres concede entrevista na sua primeira vez na seleção brasileira - Pedro Martins/Mowa Press
David Neres concede entrevista na sua primeira vez na seleção brasileira Imagem: Pedro Martins/Mowa Press

Danilo Lavieri

Do UOL, em Porto (Portugal)

18/03/2019 16h41

Convocado para a vaga do lesionado Vinicius Junior na seleção brasileira, David Neres pediu calma para mostrar o máximo de seu potencial sob o comando de Tite. Em entrevista realizada hoje após o primeiro treino em Portugal, o jovem falou que a participação na Liga dos Campeões aumentou a repercussão de seu futebol e falou em milagre para passar pela Juventus nas quartas.

O Ajax, time do atacante, ganhou as capas dos jornais pelo mundo após eliminar o Real Madrid. Antes, a equipe já tinha enfrentado o Bayern de Munique de igual para igual na fase de grupos.

"Eu cheguei agora. Como é que eu vou ser o presente?", disse o atleta de 22 anos. "Estou bem há algum tempo, mas uma Champions League dá uma grande visibilidade, ainda mais eliminando o Real em um mata-mata", analisou.

"Vamos tentar fazer outro milagre (contra a Juventus). Vamos tentar mostrar o futebol que a gente jogou contra Bayern, Real, Benfica... Não podemos ter medo. Tem uma grande equipe do outro lado, mas a gente não pode ter medo", completou.

Na competição interna por um espaço, David elogiou bastante seus concorrentes e admitiu que não esperou ser convocado por conta das outras alternativas. Sua chamada só foi possível pela ausência de Neymar e pelo corte de Vinicius Júnior.

"Tecnicamente é difícil, porque os caras são muito bons, né?" afirmou. "Cada um tem seu diferencial, mas o que não pode faltar nunca é a vontade, a vontade de vencer", completou.

Antes de fechar com o Ajax, David Neres teve seu nome cogitado como possível reforço de equipes do futebol chinês. Na época no São Paulo, ele preferiu atuar na Holanda e comemora a sua opção.

"Eu acho que se eu tivesse ido para a China, não estaria aqui. A Champions me deu uma grande visibilidade. Provavelmente, eu não estaria aqui se não fosse assim", finalizou.

Nesta segunda-feira, David não calçou a chuteira e correm em volta do gramado com seus companheiros depois de ter feito musculação. Ele também brincou com a bola com seus companheiros.

Seleção Brasileira