Topo

Palmeiras

Dracena apoia Juninho e mantém mistério na zaga para "não derrubar Felipão"

JALES VALQUER/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Único zagueiro à disposição de Felipão no jogo de amanhã, Dracena despista sobre quem jogará ao seu lado Imagem: JALES VALQUER/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

2019-03-19T15:54:11

19/03/2019 15h54

Uma grande dúvida ronda o Palmeiras antes do duelo contra a Ponte Preta, amanhã, no Allianz Parque: o parceiro de zaga de Edu Dracena. Ele é o único zagueiro à disposição de Felipão, que terá que improvisar alguém ou usar um garoto das categorias de base na composição do setor. Questionado sobre o assunto, o próprio Dracena desconversou e aproveitou para elogiar o criticado Juninho em sua entrevista coletiva na tarde de hoje, na Academia de Futebol.

"Desse jeito vou derrubar o Felipão, pô", brincou Dracena durante a entrevista, quando perguntado sobre as características de quem pode ser improvisado por ali. "Falando sério, não tenho noção nenhuma. Pode ser o Thiago [Santos], o Felipe [Melo] ou os moleques da base que treinaram com a gente. Não sei se o Vitão estará conosco", despistou.

Os problemas na zaga se dão por diferentes motivos: Luan está lesionado; Gustavo Gómez serve à seleção paraguaia; Antônio Carlos cumpre suspensão; e Vitão é dúvida por problemas musculares. Neste cenário, há a expectativa de que Thiago Santos ou Felipe Melo sejam improvisados ao lado de Dracena. Ambos estão pendurados por cartões amarelos e, se forem a campo, será sob risco de perder o jogo de ida das quartas de final, que será contra o Novorizontino. Uma alternativa pode ser a estreia de Patrick de Lucca, garoto das categorias de base que foi inscrito ontem no Campeonato Paulista.

"Estou também na expectativa, como todos, até mesmo para ter pelo menos o mínimo de entrosamento", admitiu Edu Dracena. "Entrosamento a gente não vai ter, porque vai ser uma novidade independentemente de quem jogar. Temos que conversar na hora do jogo, tentar posicionar, principalmente se for alguém que não é da posição", alertou o zagueiro.

Palmeiras e Ponte Preta medem forças a partir das 21h30 (de Brasília) de amanhã, pela 12ª e última rodada da primeira fase do Paulistão. Não há grandes objetivos em jogo para o Alviverde, mas o confronto não é apenas uma obrigação da tabela: um empate garante ao Palmeiras a liderança do grupo B, enquanto uma vitória o leva aos 25 pontos e pode render a liderança geral do Estadual a depender dos resultados de Red Bull (24 pontos) e Santos (23).

Apoio a Juninho: "É merecedor"

Uma alternativa em meio aos desfalques de zagueiros seria Juninho, mas ele acabou não sendo inscrito na primeira fase do Campeonato Paulista. Após Felipão anunciar que conta com ele para o mata-mata, o defensor ganhou apoio também de Edu Dracena.

"A pior coisa para um atleta é passar pelo que o Juninho passou: não ser inscrito nem no Paulista nem na Libertadores", afirmou Dracena. "Mas mesmo assim ele não ficou sem treinar, em nenhum momento fez biquinho ou ficou desmotivado; pelo contrário, ele está se esforçando. Vai ser inscrito porque é merecedor, buscou isso. É um cara que vai mostrar seu valor, e confiamos plenamente no trabalho dele", disse, relevando as críticas que tiveram Juninho como alvo em 2018.

"Carlos Eduardo, Deyverson... São exemplos [de superação de críticas] que temos dentro do grupo e podemos passar para ele. O futebol é tão dinâmico, tão maluco, que você pode ir do inferno ao céu em 90 minutos. Daqui a pouco ele vai pegar confiança, credibilidade com os torcedores e segue a vida dele. O mais importante é dar suporte para esses jogadores jovens", aconselhou Dracena.

Siga o UOL Esporte no