Topo

Graça retoma espaço no Vasco cerca de um ano após ficar marcado por goleada

Ricardo Graça é cria das categorias de base do Vasco -      Thiago Ribeiro/AGIF
Ricardo Graça é cria das categorias de base do Vasco Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/04/2019 04h00

"Dois gols e a classificação no bolso, nem nos meu melhores sonhos eu poderia imaginar". Essa foi a declaração do zagueiro Ricardo Graça após a partida contra o Santos, pela Copa do Brasil, em que o Vasco venceu por 2 a 1, mas acabou dando adeus à competição. O jovem foi autor do segundo gol da equipe de São Januário - primeiro dele como profissional - e, por poucos centímetros, não deixou a Colina como herói. Afinal, balançou a rede nos últimos minutos, gol que levava a disputa por vaga nas oitavas de final para os pênaltis, mas estava à frente da zaga santista e o tento acabou anulado por impedimento.

Apesar de ter ficado próximo do feito que não passava nem perto dos sonhos, Ricardo Graça teve noite emocionante e comprovou a boa fase. O jogador está recuperando espaço no elenco pouco mais de um ano após ter ficado marcado pelo jogo contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia, na fase preliminar da Libertadores do ano passado, quando o time cruzmaltino acabou goleado por 4 a 0 e conquistando a vaga nos pênaltis.

Pouco depois daquela partida, ainda sob comando de Zé Ricardo, Graça perdeu posição e, em algumas partidas, nem sequer chegou a ser relacionado. Neste ano, aos poucos, foi tendo chances e, agora, vem tendo a missão de ser o substituto do experiente Leandro Castán, que é capitão e um dos líderes do elenco.

Cria das categorias de base do Vasco, o jogador teve uma rápida passagem por Portugal entre 2015 e 2016, retornando em 2017, anos em que foi promovido aos profissionais, após a conquista do Carioca sub-20. A estreia, porém, aconteceu apenas na temporada seguinte. "Herdeiro" de Luan, zagueiro também criado em São Januário e hoje no Palmeiras, Ricardo Graça dá indícios de que pode acirrar a briga por vaga no setor defensivo e pede a ajuda na torcida para a caminhada no Campeonato Brasileiro.

"Foi bom receber o apoio da torcida após um resultado ruim. Ganhamos o jogo, mas não conseguimos a classificação. Ela viu que a gente correu, lutou e brigou até o final. Ainda fizemos outro gol, que infelizmente foi anulado. A torcida pode esperar que os próximos jogos serão dessa forma. Não podemos fazer menos que isso, especialmente nos jogos em casa. Precisamos transformar São Januário num Caldeirão para brigarmos na parte de cima na tabela no Brasileiro", disse, ao site oficial do clube.