Topo

São Paulo

"Bad boy" e maestro, Pato conduz o São Paulo a mais uma vitória

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

2019-05-02T04:00:00

02/05/2019 04h00

Alexandre Pato é o centro das atenções de um São Paulo que venceu mais uma vez no Campeonato Brasileiro. O atacante marcou o primeiro gol na volta ao Tricolor, abriu caminho para o triunfo por 2 a 1 sobre o Goiás no Serra Dourada e apresentou duas novas facetas para o público: o "bad boy" e o maestro.

Os goianos devem ter levado um susto quando se depararam com Pato longe da área, armando o São Paulo e distribuindo passes de primeira no meio de campo. A novidade da escalação de Cuca deixou a equipe ainda mais rápida do que nas últimas semanas e confundiu a marcação esmeraldina, que começava a se adaptar ao posicionamento quando o astro apareceu de surpresa para finalizar e abrir o placar, aproveitando assistência de Igor Vinicius.

"O Pato ficou cinco meses sem jogar. Eu não consigo ver ele jogando pelo lado do campo até ele ter a condição física ideal. Hoje a velocidade é muito grande. Você não precisa ser um marcador, mas precisa passar a linha da bola algumas vezes. Eu já conversei com ele sobre isso. O melhor caminho para ele é trabalhar a bola por dentro, sendo segundo atacante, como foi hoje, dando essa diversificada junto com Toró. Um completa o outro", explicou Cuca.

A partida no Serra Dourada também serviu para mostrar que Pato está longe de viver no mundo da lua, de ser frio ou alienado. Ele reuniu os companheiros antes do jogo e na volta do intervalo para motivá-los e passar orientações. E quando levou entrada por trás de Kayke, centroavante do Goiás, mostrou o lado "bad boy". Revoltado com a solada, que chegou a rasgar seu meião, Pato saiu discutindo com o rival, disparando xingamentos: "Vai se f..., rapaz! Olha o que você fez!".

Fico muito feliz de encontrar um treinador assim, que conversa muito. Isso ajuda bastante o jogador. O entrosamento vem aos pouquinhos, a torcida tem que ter um pouco de calma. São muitos jogadores novos, é o meu segundo jogo. Tenho certeza que vão ter coisas boas até o final do ano
Alexandre Pato, em entrevista à ESPN

Andre Borges/AGIF
Imagem: Andre Borges/AGIF

Elogiar Cotia é Toró no molhado

A fase dos jogadores formados pelo São Paulo em Cotia segue boa na temporada. Depois de impressionar a torcida na estreia como profissional, diante do Botafogo, Toró já pôde fazer o primeiro jogo como titular ontem. Pobre Goiás! O garoto de 19 anos não sentiu a pressão novamente e conseguiu balançar as redes com um bonito chute colocado, de fora da área. E já teve torcedor arrumando comparação para Eto'ró... Quer dizer, para Toró.

Muito feliz pelo gol e por este momento. Consegui ajudar a equipe com a vitória, que foi um resultado importante
Toró

Antony: servir bem para servir sempre

Se demorou 19 jogos para dar a primeira assistência como profissional do São Paulo, Antony embalou de vez na função de "garçom" do Tricolor. O jovem havia servido Everton na vitória de sábado, contra o Botafogo, e repetiu a dose ontem no gol de Toró. Tudo bem que desta vez foi um passe bem menos decisivo, mas que reforça as estatísticas de quem já conseguiu registrar seis assistências na campanha vitoriosa do clube na Copa São Paulo, em janeiro.

Fico feliz pela entrega da equipe do começo ao fim. A gente sabe da importância desses primeiros jogos, então a gente dá um passo importante
Antony

Tricolores desconfiam da decisão do VAR

Mesmo que o árbitro Rafael Traci tenha recebido o auxílio do árbitro de vídeo para confirmar o gol do Goiás, no fim do primeiro tempo, muitos torcedores do São Paulo questionaram a decisão. O lance, de fato, foi bastante justo para saber se Michael estava impedido ou em posição legal, tomando como referência o posicionamento de Bruno Alves. Só que muita gente duvidou até do tira-teima usado na transmissão da Rede Globo. Já o lateral-direito Igor Vinicius, expulso nos minutos finais do jogo, acredita que nem falta cometeu no lance.

Não achei que foi para expulsão, e nem achei que foi falta, como muita gente achou. Mas é interpretativo, ele definiu a jogada. Futebol é assim, faz parte. Minha primeira expulsão como profissional. A gente aprende com os erros
Igor Vinicius

Reinaldo destoa do resto do time e recebe críticas

Desde a final do Campeonato Paulista, o jogador que tem recebido mais críticas no São Paulo é Reinaldo. O nervosismo na decisão contra o Corinthians o marcou. Mas ontem as reclamações passaram pelo rendimento técnico do lateral-esquerdo. Foram muitos passes errados, agravados pela dificuldade para marcar Michael, o rápido e habilidoso ponta do Goiás.

Cuca ganha mais dois problemas para pegar o Flamengo

Luan, Rojas e Pablo, no departamento médico, e Carneiro, suspenso por doping, já eram desfalques certos para o São Paulo enfrentar o Flamengo, às 16h de domingo, no Morumbi. Cuca ainda espera por Liziero, em fase final de recuperação de lesão muscular na coxa esquerda, mas o volante dificilmente poderá ser titular na terceira rodada do Brasileirão.

E, para piorar, o técnico viu Arboleda aumentar a lista de lesionados ao sentir problema na coxa esquerda e perdeu Igor Vinicius, que terá de cumprir suspensão após ter sido expulso contra o Goiás. A ausência do lateral-direito é a que deve causar mais dificuldades para repor. Afinal, Bruno Peres não tem sido nem sequer relacionado no Brasileirão. Hudson e Tchê Tchê podem ser improvisados no setor, mas Jucilei e Willian Farias também não gozam de tanto prestígio para voltarem ao meio-campo titular.

Quem deve ser o lateral-direito do São Paulo contra o Flamengo?

Resultado parcial

Total de 2348 votos
67,63%
Marcello Zambrana/AGIF
12,35%
Rubens Chiri/saopaulofc.net
11,50%
Marcello Zambrana/AGIF
8,52%
Marcello Zambrana/AGIF
Total de 2348 votos