Topo

Esporte


Bolívia ignora ausência de Neymar e cita "nível top" da seleção brasileira

Ueslei Marcelino/Reuters
Ausência de Neymar virou assunto no treinamento da seleção boliviana Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Diego Salgado e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-11T18:34:08

11/06/2019 18h34

Neymar está fora da Copa América, mas a Bolívia mantém o mesmo planejamento para a estreia na competição, diante da seleção brasileira, na próxima sexta-feira (14), no estádio do Morumbi (São Paulo). A avaliação sobre a equipe de Tite segue a mesma, apesar do importante desfalque do camisa 10 e principal nome da equipe pentacampeã do mundo.

Em entrevista concedida no treinamento de hoje (11), ocorrido no CCT do São Paulo, o goleiro Carlos Lampe minimizou a ausência do astro do Paris Saint-Germain, cortado após sofrer uma lesão no tornozelo direito.

"Obviamente influencia, porque é um grande jogador. Mas, sai Neymar e entra Willian. Eles podem armar três seleções competitivas. O Brasil segue com um jogo ofensivo e com volume; eles chegam bastante e vimos contra Honduras quanto acabou. Agora é focar, não tem Neymar, uma pena, porque ninguém quer ficar fora desta competição, mas o que estão lá têm um nível top", afirmou o goleiro.

Lampe, dono de atuação elogiada pelo próprio Neymar em jogo com o Brasil nas eliminatórias para o Mundial de 2018, preferiu lamentar a ausência do principal nome da equipe verde-amarela. O goleiro lamenta a ausência do atacante, um dos grandes personagens antes da competição.

"É uma baixa muito sensível, mas o Brasil tem jogadores para ocupar bem esta vaga. Penso que não vai afetar muito por sua ausência, porque há uma equipe muito boa por trás e substitutos", acrescentou.

Esta linha de raciocínio é reforçada pelo zagueiro Luis Haquin. Possivelmente um dos homens a ser escalado pelo técnico Eduardo Villegas para parar o ataque brasileiro, o defensor valorizou o nível da seleção de Tite.

"Brasil é Brasil com ou sem Neymar. É uma seleção que tem jogadores de ataque bem importantes. Mostrou isso nos últimos jogos, fizeram nove gols", recordou, citando os amistosos contra Qatar e Honduras.

A Bolívia treina novamente amanhã (11), no CT do São Paulo, em trabalho fechado para a imprensa. Na quinta, a equipe realiza trabalho de reconhecimento de gramado no Morumbi. A estreia na sexta está marcada para as 21h30 (de Brasília).

Mais Esporte