Topo

Futebol


Jogadores do Figueirense encerram protesto e voltam a treinar

17/07/2019 18h57

Após dois dias de protestos por causa de atrasos salariais, os jogadores do Figueirense voltaram a campo. Nesta quarta-feira, no CFT do Cambirela, o grupo de atletas conversou com o presidente do clube Cláudio Honigman e definiu que encerraria as manifestações. Agora, o time se prepara para o confronto contra o Londrina, sexta-feira, no Orlando Scarpelli, pela 10ª rodada do Brasileiro da Série B.

O elenco ainda não recebeu os salários referente a junho, porém o clube catarinense pagou 65% das dívidas de maio. Caso não quite de maneira geral, o clube pode perder até três pontos na Série B por conta da cláusula do Fair Play Trabalhista.

Na última terça-feira, o STJD acatou a denúncia feita pelo MP e deu prazo de até 15 dias para que o Figueira se manifeste sobre a situação financeira. Além disso, exige que o clube cumpra com os pagamentos sob risco de penalização imposta com base no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Os alvinegros iniciaram com um treino físico no campo 2 do CFT. Em seguida, Hemerson Maria orientou um trabalho focado na movimentação e troca de passes, onde os atletas tinham um limite de dois toques na bola até acionar um companheiro. A terceira parte dos trabalhos foi um treinamento de cruzamentos e finalizações.

Para finalizar as atividades, a comissão técnica separou o elenco em dois grupos. Enquanto um praticava troca de passes rápidos e finalizações, o restante participava de um treino tático, com foco no posicionamento defensivo.

POLICIAIS NO TREINO

Dois policiais militares acompanharam, em uma viatura, parte do treinamento no CFT do Cambirela. Isto, foi até pedido do clube. Cerca de dez torcedores passaram pelo centro de treinamento durante a tarde, sem a realização de qualquer tipo de protesto.

Mais Futebol