Topo

Esporte


Goleiro Ospina deixa hospital após desmaiar em jogo Napoli x Udinese

@D_Ospina1/Twitter
Imagem: @D_Ospina1/Twitter

Da AFP, em Medellín (Colômbia)

18/03/2019 20h22

O goleiro colombiano David Ospina deixou o hospital e está "bem", depois de desmaiar no domingo minutos depois de ser atingido na cabeça em um choque com um jogador da Udinese na vitória do Napoli, informou hoje o jogador.

"Quero agradecer de coração a todas as pessoas que foram atenciosos em relação ao meu estado de saúde. Estou bem, em família e em repouso e pronto com a ajuda de Deus e suas orações estarei de volta e mais forte do que nunca", escreveu o goleiro no Twitter.

O jogador da seleção colombiana acompanhou a mensagem com uma fotografia em que aparece sorrindo na cama com seus dois filhos e com um curativo na testa.

Mais cedo sua esposa, Jesy Sterling, havia informado que Ospina está "muitíssimo melhor". "Vivi momentos de muita angústia e desespero", afirmou a mulher em sua conta no Instagram.

Ospina, de 30 anos, se machucou aos 10 minutos após um choque com Ignacio Pussetto na vitória de 4 a 2 do Napoli. Ele recebeu atendimento médico e continuou jogando, com uma faixa que cobria toda a cabeça.

Mas aos 41 minutos caiu no chão desmaiado na entrada da área e em seguida voltou a ser atendido. A rede de TV Sky mostrou imagens do médico segurando a língua do jogador, que havia perdido os sentidos.

O Napoli afirmou no domingo que o goleiro "teve uma crise hipotensiva devido a um golpe (...) com perda de sangue, mas sem perder a consciência".

Devido à lesão, o jogador não foi convocado para os primeiros jogos sob o comando de Carlos Queiroz como técnico da Colômbia nos amistosos contra Japão e Coreia do Sul nos dias 22 de março em Yokohama e 26 de março em Seul.

"Ele pode ficar mais ou menos de oito a dez dias em recuperação, embora não exista nenhuma informação oficial", garantiu seu pai, Hernán Ospina, à imprensa.

A posição de Ospina, titular indiscutível da seleção colombiana, será disputada por Camilo Vargas (Deportivo Cali), Iván Arboleda (Banfield, Argentina) e Álvaro Montero (Deportes Tolima).

Mais Esporte