Topo

MMA


Lutador do UFC desobedece ordem do Exército Britânico e leva bronca

Jack Marshman é, também, paraquedista do Exército Britânico - Brandon Magnus/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Jack Marshman é, também, paraquedista do Exército Britânico Imagem: Brandon Magnus/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

28/03/2019 11h58

Não é nenhuma surpresa que alguns lutadores de MMA possuem um segundo emprego, e Jack Marshman é apenas mais um desses atletas que possuem dupla jornada. Paraquedista do Exército Britânico, o peso-médio (84 kg) do Ultimate viveu uma situação desconfortável recentemente. Escalado para atuar no UFC Londres, 'The Hammer', como é conhecido, foi impedido pelas Forças Armadas de performar no card da Inglaterra, mas ignorou.

A atitude rendeu um "aviso formal" por parte do Exército ao informar que, caso o atleta desobedeça mais alguma ordem, ele será dispensado das Forças Armadas. No entanto, isso já faz parte dos planos de Jack - obviamente, não dessa forma. O lutador galês revelou, em participação no programa 'The MMA Hour', que pretende abandonar a carreira de militar para voltar suas atenções somente às artes marciais mistas.

"Vou sair de qualquer forma, dei o aviso porque no dia 4 de novembro será meu marco de 12 anos (no exército), então será quando eu deixarei as Forças. Meu comandante sabia que eu lutaria e estava totalmente 'ok' com isso. Mas a ordem veio de alguém acima dele, dizendo que eu não tinha permissão para lutar. Na terça-feira, já na semana da luta, recebi uma mensagem do Oficial de Manejo e Regimentos de Carreira dizendo que eu não lutaria. E eu meio que lutei mesmo assim", revelou Marshman, antes de falar sobre o que o motivou a deixar o Exército.

"Quero continuar lutando. Tenho feito isso (militarismo) por uns 12 anos. Luto em alto nível, consegui chegar ao UFC, me ofereceram um novo contrato e eu cheguei muito longe, mas no momento meu trabalho é ser um soldado. Sou um soldado profissional e, por isso, não treino da mesma forma que todos os outros (lutadores) treinam", completou o atleta de 29 anos.

Ao menos, a 'rebeldia' foi positiva do lado de vista esportivo. Afinal de contas, foi no UFC Londres que Jack retomou o caminho das vitórias e se recuperou de uma sequência de dois reveses consecutivos na organização. O lutador-paraquedista superou John Phillips por decisão dividida dos árbitros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

MMA