Topo

Esporte


Qatar é denunciado por escalar 2 jogadores irregulares na Copa da Ásia

A Seleção do Qatar foi a maior surpresa da competição asiática  - Divulgação
A Seleção do Qatar foi a maior surpresa da competição asiática Imagem: Divulgação

31/01/2019 13h02

Redação Central, 30 jan (EFE).- A Confederação Asiática de Futebol (AFC) anunciou nesta quinta-feira que está avaliando a escalação de dois jogadores da seleção do Qatar na semifinal da Copa da Ásia, em jogo com os Emirados Árabes, que terminou com placar de 4 a 0.

Os próprios representantes da seleção derrotada, também anfitriã desta edição da competição continental, fizeram a denúncia sobre a situação do atacante Almoez Ali, nascido no Sudão, e do zagueiro Bassam Al-Rawi, que é originário do Iraque.

Com relação ao artilheiro da competição, com oito gols, os dirigentes dos Emirados Árabes apontam que há descumprimento da regra imposta pela Fifa, de que um jogador naturalizado maior de 18 anos, precisa viver cinco anos de forma contínua no território da nova federação.

Já sobre o caso de Al-Rawi, os anfitriões acusam o Qatar de falsificar documentos, para apontar que a mãe do defensor seria nascida no país, o que não seria verdade.

O Qatar se classificou para a final da Copa da Ásia ao vencer os Emirados por 4 a 0. A decisão está prevista para acontecer amanhã, contra o Japão, que superou na fase anterior o Irã. EFE

Esporte