Topo

Esporte


Inter vence Milan em clássico emocionante e retoma 3ª posição do Italiano

17/03/2019 19h12

Roma, 17 mar (EFE).- Em uma edição memorável do chamado 'Derby della Madonnina', pela 28ª rodada do Campeonato Italiano, a Inter de Milão venceu o Milan por 3 a 2 neste domingo, no estádio San Siro, e reassumiu a terceira posição, deixando o adversário em quarto.

O momento era favorável aos 'Rossoneri', que vinham de cinco vitórias seguidas e com nove partidas de invencibilidade no Italiano. Já a equipe dirigida por Luciano Spalletti ainda lamentava a eliminação nas oitavas de final da Liga Europa frente ao Eintracht Frankfurt.

A Inter, que jogou com uma camisa especial pelos 20 anos de parceria com a Nike, sua fornecedora de material esportivo, dominou a rival taticamente no primeiro tempo e foi para o intervalo em vantagem graças ao gol marcado por Vecino logo aos três minutos. Lautaro Martínez fez linda assistência, e o uruguaio, livre, mandou para a rede.

Os 'Nerazzurri' tiveram algumas chances para ampliar a diferença ainda antes do intervalo, mas as desperdiçaram. Mesmo assim, foram premiados pela maior agressividade aos cinco minutos da segunda etapa, quando De Vrij marcou de cabeça.

Oito minutos depois, o Milan colocou fogo no clássico ao descontar com Bakayoko, também de cabeça. Os comandados de Gennaro Gattuso então foram para cima, mas Samu Castillejo cometeu pênalti em Politano aos 23 voltou a deixar a situação difícil. Martínez converteu e fez 3 a 1.

Sem se entregar, os 'Rossoneri' descontaram logo em seguida, aos 27, com Musacchio. Foram então cerca de 20 minutos de pressão, e a bola quase entrou nos acréscimos, aos 50, em finalização de Cutrone, mas D'Ambrosio salvou praticamente em cima da linha com um carrinho.

O resultado recolocou a Inter em terceiro lugar, com 53 pontos, dois a mais que o rival, quarto colocado. Ambos estão na zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões, e o Milan, que hoje contou com o meia Lucas Paquetá entre os titulares, tem quatro pontos a mais que a Roma, quinta. EFE

Mais Esporte