Topo

Esporte


Técnico do Boca pede revisão nas punições impostas pela Conmebol em torneios

19/03/2019 15h03

Assunção, 19 mar (EFE).- O técnico Gustavo Alfaro, do Boca Juniors, cobrou nesta terça-feira que seja revisada a decisão de punir clubes, participantes da Taça Libertadores, pela escalação de jogadores que carregam suspensões de edições passadas da competição.

"Há jogadores que vão embora, com uma punição, voltam dois, três anos depois, com pendência", disse o comandante 'xeneize'.

Na temporada passada, a situação gerou muita polêmica na Libertadores, com o Santos sendo eliminado nas oitavas de final pelo Independiente, depois de um jogo que terminou 0 a 0, ter tido placar revertido por 3 a 0, devido a escalação irregular de Carlos Sánchez.

Na sequência, o River Plate foi denunciado por colocar em campo o volante Bruno Zuculini, que devido ao não cumprimento de uma suspensão, atuou indevidamente por sete partidas. O clube, que conquistaria o título, acabou isento pela Conmebol, porque o prazo para a queixa ter expirado.

Alfaro cobrou que a entidade facilite o trabalho dos clubes, criando "uma listagem de jogadores que tem algum impedimento para competir". EFE

Esporte